Temos uma bolha imobiliária?

Acredito que não. Apesar das altas insanas dos imóveis nos últimos anos, o Brasil não tem uma bolha imobiliária que será estourada em um futuro próximo. Isto porque, apesar de caros, os imóveis continuam sendo comprados e continuam se valorizando, as construtoras continuam tendo excelentes lucros com as vendas desses imóveis e o nível de inadimplência do crédito imobiliário continua muito baixo, demonstrando que as pessoas, que estão se endividando para comprar imóvel, estão conseguindo pagar suas dívidas.


Outra coisa que me chama muita atenção é o fato de quase todo mundo estar esperando um estouro de uma possível bolha imobiliária. As pessoas comentam nas ruas sobre a bolha, revistas e jornais estampam suas capas com o tema e a televisão fala do assunto de maneira recorrente. Creio que se uma bolha imobiliária realmente estivesse para estourar, as revistas estampariam que comprar imóveis seria o melhor negócio do mundo, as pessoas falariam que seria um investimento seguro e poucos falariam do risco de uma bolha. Ou seja, pegaria a maioria de surpresa como normalmente acontece, não consigo vislumbrar uma mudança tão drástica no mercado imobiliário com todo mundo esperando por isso.

Além disso, o déficit habitacional brasileiro ainda é alto e o brasileiro, em geral, gosta e confia somente em dois tipos de investimento para aplicar seu dinheiro: poupança e imóveis. Ou seja, mesmo com preços elevados, a tendência é que o brasileiro continue comprando imóveis, seja para investir, seja para morar.

Desta maneira, acredito ser difícil que aconteça um estouro de uma eventual bolha imobiliária no curto prazo, o que não quer dizer que em alguns lugares, que se valorizaram além do que deveriam, não possa existir uma pequena correção no preço. Mas, essa pequena correção, se acontecer, não chegará nem perto das quedas de preços do estouro de uma bolha. Se temos uma bolha imobiliária, é possível que ela seja desinflada somente em um futuro um pouco mais distante.

3 comentários:

  1. Noticia do valor econômico de hoje:

    Venda de unidades residenciais em SP aumenta 23,6% em 2013

    http://www.valor.com.br/empresas/3426090/venda-de-unidades-residenciais-em-sp-aumenta-236-em-2013#ixzz2t1zioeBl

    ResponderExcluir
  2. Pois é meu nobre, caiu do cavalo e a bolha está estourando. Queda gigantesca nas vendas, principalmente em São Paulo, subida vertiginosa do número de distratos, nenhum banco privado financiando imóvel, etc etc etc. Agora é só esperar a quebradeira das construtoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não vi bolha nenhuma estourando. Os preços dos imóveis continuam altos e, se caírem, devem cair só um pouco, nada comparado ao estouro de uma bolha...

      O que você descreveu é resultado da recessão que o país está namorando e afeta todos os setores (ou quase todos). Mas ainda não refletiu nos preços dos imóveis e mesmo se refletir em uma queda de 10/15% nos preços, não será nada mais que uma variação normal de mercado, ainda mais em uma situação em que a economia não vai bem. O estouro de uma bolha seria a queda nos preços dos imóveis de 40/50% ou mais, que até pode acontecer (tudo pode), mas, no momento, parece pouco provável.

      Excluir