Aracaju, o cajueiro dos papagaios


A palavra Aracaju tem origem indígena, mais precisamente da língua tupi e significa algo como “caju de pássaros” ou como ficou mais conhecido “cajueiro dos papagaios”. Aracaju foi fundada em 17 de março de 1855 para substituir a cidade de São Cristóvão como capital da província de Sergipe Del Rey.


A cidade de São Cristóvão, diferentemente de todas as outras capitais nordestinas, ficava no interior e não no litoral, tendo apenas um porto fluvial, o que dificultava o escoamento da produção da província (que tinha como força a produção açucareira), pois grandes embarcações não conseguiam navegar pelo rio, fazendo os portos de São Cristóvão atenderem apenas pequenas embarcações. Desta forma, para facilitar o desenvolvimento da província, o governo construiu um porto no litoral, perto da foz do Rio Sergipe (onde hoje se situa Aracaju) e transferiu alguns órgãos, como a alfândega, para lá.


Continua após publicidade:



No entanto, percebendo que somente o porto e alguns órgãos do governo não bastariam para atingir o objetivo de facilitar o escoamento da produção e acelerar o desenvolvimento da província, Inácio Joaquim Barbosa, primeiro presidente da província de Sergipe Del Rey, em 17 de março de 1855, convocou a Assembléia Provincial e elevou o povoado de Santo Antonio de Aracaju à categoria de cidade, transferindo a capital da província de São Cristóvão para lá. Em razão destes acontecimentos, Inácio Barbosa ficou conhecido como o fundador de Aracaju.

Leia Também:

Como Aracaju foi criada para substituir a capital da província, pôde ter um planejamento urbano realizado antes do seu crescimento populacional. Ou seja, a cidade foi projetada e ordenada antes de crescer, diferente da maioria das cidades brasileiras que cresceram desordenadamente devido ao aumento de população e adaptação geográfica de improviso. Desta maneira, Aracaju, em 1855, se transformou na segunda cidade planejada do Brasil (a primeira foi Teresina no Piauí). O planejamento urbano da cidade foi realizado por uma comissão de engenheiros comandados por Sebastião Basílio Pirro. A equipe de Pirro assumiu o trabalho de transformar uma região dominada por pântanos e mangues na capital e principal cidade da província, o que foi realizado com sucesso. O interessante é que Aracaju foi projetada como um tabuleiro de xadrez, onde todas as ruas foram arrumadas geometricamente para desembocarem no Rio Sergipe.


Continua após publicidade:


Aracaju é uma cidade ainda nova, muito bonita, com diversas atrações como a Passarela do Caranguejo, a Orla do Atalaia e um litoral com mais de 20 km de extensão de muita beleza natural. Além de ter, como em todo nordeste, um clima bastante agradável o ano inteiro.


Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. Aracaju, o cajueiro dos papagaiosTwitter. Aracaju, o cajueiro dos papagaios

Assuntos que podem te interessar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário