Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa

Texto do Rio de Janeiro
Rio de Janeiro

A área ocupada pela cidade do Rio de Janeiro era habitada por índios antes da chegada dos europeus. Acredita-se que povos indígenas do tronco linguístico macro-jê ocuparam esta região até o ano 1000, quando índios de língua tupi, provenientes da Amazônia, conquistaram a região. No século XVI, quando os europeus chegaram na cidade, os índios tamoios, de língua tupi, habitavam o local.

                       
Em 1º de janeiro de 1502, os portugueses descobriram a Baía de Guanabara e batizaram a região de Rio de Janeiro. Muitos dizem que os portugueses teriam confundido a entrada da baía com a foz de um rio e, por isso, teriam dado o nome de Rio de Janeiro, mas, por outro lado, acredita-se também que na época não havia distinção no nome dado a rios ou baías e, consequentemente, o nome foi corretamente dado.


Continua após publicidade:


Como os portugueses não ocuparam permanentemente a região no inicio, os franceses, comandados por Nicolas Durand de Villengagnon, construiram o forte Coligny no Rio de Janeiro e fundaram uma colônia, a França Antártida. Os portugueses, não satisfeitos com a invasão francesa em territórios que julgavam seus, realizaram expedições para retomar a região. Durante o conflito, os franceses se aliaram aos tamoios para defender a colônia e os portugueses aos tremiminós para atacar os franceses.

Em 1565, chegou da Europa, Estácio de Sá, sobrinho do 3º governador geral, Mem de Sá, para expulsar os franceses e fundar uma cidade na região. Em 1º de março de 1565, aos pés dos morros cara de cão e pão de açúcar, Estácio de Sá fundou a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro e em 1567, com auxilio de Araribóia (chefe dos tremiminós), expulsou definitivamente os franceses do Rio.

Leia Também:

Algum tempo após a fundação, a cidade do Rio de Janeiro passou a ser principal centro econômico e portuário do Brasil e em 1763 passou a ser a sede da colônia. Em 1808, com a chegada da família real portuguesa, o Brasil deixou de ser colônia e se tornou parte do reino e o Rio de Janeiro passou a ser a corte do Reino Unido Portugal, Brasil e Algarves. Provavelmente, a única cidade do mundo a ser sede de um reino europeu fora da Europa.


Continua após publicidade:


Com a independência do Brasil, o Rio passou a ser a capital do império. E com a proclamação da República em 1889, a cidade virou a capital da República. Em 1960, com o objetivo de transferir a capital para o interior, o Rio de Janeiro deixou de ser capital da Republica e se tornou uma cidade-estado. O Estado da Guanabara foi a única cidade-estado que existiu no Brasil e durou até 1975, quando houve a fusão entre a Guanabara e o Estado do Rio de Janeiro, passando a existir o atual estado do Rio de Janeiro, onde a cidade maravilhosa é sua capital.

Como observado acima, o Rio de Janeiro já foi indígena, francês e português. Já foi sede de colônia, de um reino europeu, capital do império e da república, uma cidade-estado e atualmente é capital do Estado do Rio de Janeiro. A cidade maravilhosa, além de inúmeras belezas naturais, também tem muita história, o que a torna ainda mais maravilhosa.

Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. Rio de Janeiro, a cidade maravilhosaTwitter. Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa

Assuntos que podem te interessar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário