Viver ou poupar?

Uma pessoa na praia em contraste com moedas juntadas - Viver ou poupar
Viver ou poupar?

Este dilema está sempre em debate quando se discute a possibilidade de poupar dinheiro para uma vida melhor no futuro. Os favoráveis a viver o presente, sem economizar ou pensar no futuro, argumentam que não vale a pena abdicar das coisas que gostam de fazer para ter uma possibilidade de futuro melhor, uma vez que a vida é o presente e o futuro uma mera expectativa. Por outro lado, os partidários de poupar, sacrificando o presente para viver um futuro melhor, afirmam que este sacrifício vale a pena, já que no futuro eles poderão aproveitar bem mais a vida do que é possível no presente e estarão mais bem preparados para qualquer eventualidade. Acredito que os dois lados têm bons argumentos e, por isso, não entendo porque esta discussão sempre ocorre entre os extremos, viver ou poupar. Não é possível viver e poupar?


Continua após publicidade:

Não é nada prudente gastar todo seu dinheiro no presente sem pensar no futuro, pois uma hora esse futuro chega e, se você não fez um pé de meia, fica totalmente à mercê de qualquer tipo de problema que possa acontecer, como perder seu emprego em uma idade de difícil realocação no mercado de trabalho ou não ter dinheiro para fazer um tratamento médico mais eficiente ao seu caso. Além disso, no país que vivemos, não é nada prudente depender da aposentadoria oficial na velhice. Como sabemos, a previdência social paga cada vez menos aos aposentados, que muitas vezes passam dificuldade financeira.

De outro modo, também não é legal abdicar completamente da sua vida pensando somente no futuro. A vida é o presente e este deve ser aproveitado da melhor maneira possível. Como não é prudente gastar todo seu dinheiro sem pensar no amanhã, também não é aconselhável economizar todo seu dinheiro só pensando no futuro. A vida pode passar sem que você a viva como deveria porque ficou inteiramente focado no porvir.

Leia também: Casa própria ou morar de aluguel?

Desta maneira, o melhor a fazer é buscar o equilíbrio (aliás, isto serve para quase tudo na vida). Economizar para o futuro, buscando uma vida financeiramente melhor para você e sua família e aproveitar o presente, gastando com o que realmente pode lhe fazer feliz e não com coisas supérfluas que não acrescentam nada à sua vida. A grande maioria das pessoas gasta muito dinheiro com coisas desnecessárias e/ou que não trazem nada de especial para elas, muitas vezes só pelo vicio do consumismo. Este é o dinheiro que deve ser economizado e poupado para o futuro, o dinheiro gasto com excessos que, no final das contas, não influem no seu bem-estar. O que você gasta para viver melhor, deve continuar gastando desde que em equilíbrio com seu orçamento.


Continua após publicidade:


Portanto, não deixe de viver, nem de gastar dinheiro com que realmente goste. Mas, tenha prudência, não jogue dinheiro fora, só compre o que realmente é necessário para você e sua felicidade, economize no que não é necessário e faça uma reserva financeira, que seu futuro agradecerá.


Compartilhe o texto:



Assuntos que podem te interessar:

A história de um príncipe brasileiro. Viver ou poupar? As leis devem ser cumpridas. Viver ou poupar? Paris, a cidade luz. Viver ou poupar? Independência financeira. Viver ou poupar?

5 comentários:

  1. Como disse, o melhor a fazer é buscar o equilíbrio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. O melhor para quase tudo na vida é buscar o equilíbrio. Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. É sempre bom poupar e gastar com aquilo que vc realmente valoriza. O problema é que tem gente que é impulsiva e gasta com aquilo que acha que é importante pra si mas dps ve que não eh tanto o caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. O problema maior de algumas pessoas é o gasto excessivo com coisas que não têm tanta importância/utilidade. Ou seja, o dinheiro jogado fora. O ideal é buscar o equilíbrio, poupar para o futuro e gastar em coisas importantes no presente.

      Excluir
  3. Com certeza o equilibrio é a melhor solução, não se pode viver para o futuro, nem esquecer dele.

    ResponderExcluir