Copa, uma festa sem fronteiras

Uma semana antes de começar a copa do mundo, os brasileiros estavam um pouco desanimados, mais preocupados com os inúmeros problemas que afligem o país do que com o mundial. No entanto, foi só a bola rolar para festa começar. Não que o povo tenha esquecido de seus problemas, eles só foram colocados de lado momentaneamente para que o Brasil recebesse o mundo e mostrasse a todos que poderia fazer a melhor copa de todas. É muito difícil para alguém que gosta de futebol não se empolgar com o mundial e o brasileiro, completamente fanático pelo velho esporte bretão, não conseguiu resistir. Assim que começou a copa já se via as pessoas comentando os jogos, escolhendo os times que iriam torcer (nos jogos em que o Brasil não estava presente) e recebendo os estrangeiros de braços abertos.

E a copa do mundo está sensacional. É incrível passear pelas cidades brasileiras e ver pessoas de todas as nações e culturas do planeta andando pela rua ou comemorando nos bares. Deixa qualquer um impressionado ver a alegria das pessoas curtindo a copa e seus selecionados e sendo recebidas de maneira excepcional pelos brasileiros, também felizes de receber o mundo em sua casa para maior festa do futebol. É emocionante ir aos estádios, ou qualquer lugar que concentre um grande número de torcedores, e perceber que estes espaços se tornaram verdadeiras torres de babel, sendo possível escutar 3 ou 4 idiomas diferentes em um intervalo de 1 ou 2 minutos. E o melhor de tudo, na mais completa harmonia. Pessoas de todos os lugares, das mais diversas culturas e etnias, em paz e com muita alegria. Aliás, uma alegria irradiante que afeta até os que não gostam tanto assim de futebol, mas estão adorando curtir a copa.

Todo amante do futebol sonha em ter a oportunidade de acompanhar a copa de tão perto como está sendo possível para os brasileiros acompanhar esta. Chegar em um lugar lotado de apaixonados pelo esporte, cada um com sua camisa e bandeira, fazendo sua festa, sem ter qualquer problema com a pessoa do outro país que está ao seu lado, que veste sua própria camisa e canta suas músicas, é uma utopia futebolística se tornando realidade. Pegar aviões, ônibus e carros lotados de torcedores das mais variadas nações e chegar ao estádio (ou qualquer outro lugar em que haja concentração de torcedores) para uma festa em que o futebol acaba sendo um mero detalhe diante do espetáculo da torcida, fanáticos do mundo todo concentrados ali para o jogo, não tem preço. É bom ressaltar que o futebol não tem decepcionado. Pelo contrário, a copa está apresentando ótimos jogos, com uma excelente média de gols. O que só ajuda na festa das torcidas.

E o brasileiro, como sempre, recebe todos muito bem. Mostra toda sua alegria e paixão pelo futebol para fazer a festa das festas, a copa das copas. Muitos estrangeiros, inclusive repórteres esportivos (já acostumados com copas), dizem que a copa tem que ser sempre aqui, diante do sucesso desta disputada em solo verde e amarelo. Apesar de muitos não esperarem por isso, este fato não me surpreende, o Brasil sabe dar uma festa e sempre recebe todos muito bem, sejam americanos, europeus, asiáticos, africanos ou oceânicos. Ou seja, já deveria ser esperado que todos os visitantes iriam adorar participar da copa aqui.

Obviamente existem pequenos problemas de organização e infraestrutura, mas nada que chegue perto de atrapalhar a festa e a alegria das pessoas que estão vivendo a copa. Até mesmo porque pequenos problemas são normais em um evento desta magnitude, anormal é algo ser perfeito. Mas, como disse antes, esses pequenos problemas não estão atrapalhando e a copa está sendo fantástica e considerada uma das melhores ou a melhor copa de todos os tempos.

Para finalizar este texto, um importante registro a ser feito é que a copa do mundo não é dos governantes, nem dos políticos brasileiros, que podem tentar se apropriar dela. A copa é do povo brasileiro, que mostra ao mundo que o Brasil é capaz de receber um grande evento e proporcionar, além da festa, organização e segurança a todos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário