O mês de agosto e o calendário

Calendário marcando o mês de agosto
O mês de Agosto e o calendário

O mês de agosto costumava a ser chamado como “sextilis” que significava o sexto, já que no calendário romano (criado por Rômulo na fundação da cidade) era o sexto mês do ano. Um dado curioso é que este calendário só contava com dez meses, sendo janeiro e fevereiro os últimos do ano, ao contrário de como é hoje em dia.

No entanto, como este calendário, depois de vários anos, acabou tornando as datas romanas distantes da estação do ano em que elas deveriam acontecer (por exemplo, a festa das flores que deveria acontecer na primavera, estava ocorrendo no inverno), Julio César resolveu alterá-lo e criou o calendário juliano, acrescentando mais dois meses ao ano. Com isso, os meses de janeiro e fevereiro passaram para o inicio do ano e “sextilis”, atual agosto, se tornou o oitavo mês, mas sem alteração de seu nome.

Algumas décadas depois, o senado romano decidiu homenagear o imperador Augusto, dando seu nome (Augustus, em latim) ao mês “sextilis”. Ou seja, foi a partir deste momento que o mês de agosto passou a ser assim conhecido. Um detalhe interessante é que como o mês anterior (que tem trinta e um dias) já havia sido uma homenagem a Julio César e, por isso, chama-se julho, existe uma lenda que diz que agosto tem trinta e um dias também porque o imperador Augusto não queria que seu mês tivesse menos dias que o antecessor. Mas muitos dizem que esta teoria é falsa e que agosto já tinha estes trinta e um dias antes da mudança do nome.

Após todas essas alterações acima citadas, o mês de agosto não sofreu mais nenhuma mudança. Nem mesmo com a criação do calendário gregoriano, promulgado pelo Papa Gregório XIII no século XVI, que alterou o calendário juliano e é utilizado atualmente no mundo todo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário