Casa própria ou morar de aluguel?

Foto edifícios. Casa própria ou morar de aluguel?
Edifícios. Casa própria ou morar de aluguel?

Existe uma pergunta que sempre surge em uma discussão ligada a investimentos e moradia pessoal: ter sua casa própria ou morar de aluguel? Para essa questão, acredito que a melhor resposta seria: depende de quem pergunta. Muito embora, a maioria das pessoas não tenha dúvida nenhuma que a casa própria é a melhor opção, pode ser mais rentável viver de aluguel em algumas hipóteses. Por isso, a resposta depende muito mais da pessoa que está com essa dúvida do que de qualquer outra coisa.


Continua após publicidade:




Se a pessoa tiver dinheiro para comprar um imóvel, a casa própria, mas preferir investir o dinheiro, e fizer o investimento de maneira correta, ela pode alugar um imóvel do mesmo padrão do que iria comprar e ainda sobrar dinheiro para fazer outras coisas, como, por exemplo, viajar, trocar de carro no fim do ano, ou, até mesmo, morar em um imóvel de padrão mais alto. Ou seja, se bem planejado e executado, o investimento poderá garantir uma renda superior a que a pessoa teria se tivesse comprado a casa própria (mesmo depois de descontado o aluguel), abrindo as portas para a realização de outros sonhos e objetivos. Mas, optando por essa opção, é necessário ter muito cuidado e planejamento, para que a renda do investimento seja superior ao aluguel que irá ser pago no passar dos anos. E nesse ponto é necessário se precaver contra a inflação, já que os contratos de aluguel, em regra, são reajustados anualmente por ela.

Por outro lado, se a casa própria for um sonho de consumo, um objetivo de vida da pessoa, não há que se pensar duas vezes. Sonho, ou você pode ou não pode realizar. Se você pode, não deve ficar pensando muito no assunto. Afinal, o dinheiro serve para isso, realizar aspirações (obviamente depois de suprir a sobrevivência e necessidades básicas). 

Leia Também: Viver ou poupar?

A pessoa guarda e investe dinheiro para que possa realizar um sonho no futuro, cumprir algum objetivo que lhe seja caro, como colocar os filhos nos melhores colégios, viajar ao redor do mundo, comprar um carro ou a casa própria ou trocar para um(a) melhor, ter sua independência financeira, etc. Até porque o dinheiro em si não é nada além de papel ou um número no extrato bancário. O que ele vale é o que pode proporcionar. Se a pessoa já tem a possibilidade de realizar seu objetivo agora, não há motivo para abandonar isso em troca de mais dinheiro (cuja finalidade, repito, seria, após garantir a sobrevivência e o bem-estar, a realização dos mais variados sonhos e objetivos).


Continua após publicidade:


Então, a questão é muito pessoal. Para quem não acha fundamental ter um imóvel próprio ou tem outros sonhos na frente deste, o melhor é estudar com atenção o quadro e procurar um investimento que garanta no presente, e no futuro, sua moradia (aluguel) e ainda sobre renda para realizar seus objetivos primários, sejam quais forem (independência financeira, viagens, carros ou qualquer outro). Já, quem acha que a casa própria é fundamental e só se sente seguro morando em uma residência sua no papel, deveria comprar sua casa assim que possível. Afinal, um sonho realizado e uma melhor qualidade de vida não têm preço. E isso vale para os dois lados.

Ler o texto "casa própria ou morar de aluguel? (parte 2)".


Compartilhe o texto:



Assuntos que podem te interessar:

A história de um príncipe brasileiro. Casa própria ou morar de aluguel? As leis devem ser cumpridas. Casa própria ou morar de aluguel? Paris, a cidade luz. Casa própria ou morar de aluguel? Independência financeira. Casa própria ou morar de aluguel?

Um comentário: