O torcedor de futebol e a mega-sena

Quando um torcedor mais fanático de futebol está sofrendo em razão de alguma derrota de seu time, é comum ouvir pessoas dizendo: por que está sofrendo por isso? Os jogadores que ganham milhões não estão sofrendo, porque você, que não ganha nada, está? Ou outras tantas frases com significado semelhante. Mas será que o torcedor apaixonado não está ganhando nada ou a pessoa que faz este tipo de pergunta não consegue entender o que ele recebe em troca?

O torcedor fanático sofre bastante com as amarguras de seu time, objeto de sua paixão. Por outro lado, ele também tem enormes alegrias com as vitórias de seu clube de coração. E não é isso que todos procuram? Alegrias? Todos querem ser felizes, ter muitas alegrias, e alguns procuram por uma pitada de alegria extrema (aquela de lavar a alma) por anos, às vezes pela vida inteira. Já o torcedor fanático tem este tipo de alegria algumas vezes por ano, sem procurar muito ou ter muito trabalho para isso. Mas, como nada é de graça, em troca, ele tem que sofrer um pouco também. O nível da alegria ou felicidade que ele tem quando o time ganha é diretamente proporcional ao nível de tristeza que ele tem quando o time perde, uma vez que quanto maior a paixão, maior o sentimento para o bem ou para o mal.
E vale a pena? Acredito que sim, pois normalmente a alegria paga com sobras a tristeza. É uma espécie de investimento onde a pessoa entra com 10 tristezas e retira, ao final, 100 alegrias. Ou seja, o saldo com o passar do tempo costuma ser bastante positivo, até porque, mesmo um time em péssimo estado costuma dar alegrias a seus torcedores, seja em uma vitória sofrida, escapando do rebaixamento ou voltando a primeira divisão. Sobre este tema, alguns anos atrás, passava na televisão uma propaganda comercial de uma marca de cerveja que relatava muito bem essa paixão do torcedor de futebol com seu time, mostrando situações inusitadas que somente um fanático faz, ao mesmo tempo em que tocava uma música conhecida que diz assim: “dizem que sou louco por pensar assim, se sou muito louco por eu ser feliz, mas louco é quem me diz que não feliz, não é feliz”.

E a mega-sena o que tem haver com isso tudo? Da mesma maneira que criticam o torcedor sem entender que ele recebe muito mais do que dá, criticam também os apostadores da loteria. Muitos dizem que não vale a pena gastar dinheiro com isso, pois é impossível ganhar ou que é burrice fazer este tipo de apostas, já que não existe retorno. É verdade que é quase impossível vencer um prêmio da mega-sena, mas não é só isso que se recebe quando é comprado um bilhete desta loteria. O principal produto recebido na compra, e este é certo e não depende de sorteio, é a possibilidade de sonhar com uma mudança radical e para melhor de sua vida (com alguma chance disso acontecer, mesmo que seja mínima esta chance). A pessoa ganha alguns dias ou algumas horas para sonhar com uma casa melhor, uma viagem que sempre desejou, em resumo, com uma vida melhor. E este sonho, com uma possibilidade concreta de ser realizado (mesmo que esta possibilidade seja próxima de zero, ela existe), custa somente R$ 2,50. Acredito que esse valor é muito bem gasto desta maneira, trazendo um pouco de sonho e felicidade para vida daquela pessoa. Obviamente, isso não se aplica a quem gasta o que não pode com a loteria.

Desta forma, melhor que criticar o que algumas pessoas fazem por suas paixões e para ter suas alegrias e sonhos, melhor correr atrás de sua própria felicidade e de sua própria paixão. Mesmo sabendo que tudo na vida tem seu preço, pois é muito difícil que a felicidade de alguém caia em seu colo sem nenhuma contrapartida, sem nenhuma luta. Como diz o ditado em inglês “there is no free lunch” (não existe almoço de graça), ou seja, para a pessoa alcançar a alegria, tem que passar por algumas tristezas ou sacrifícios. Não existe o doce sem o amargo, por isso o torcedor tem que sofrer um pouco para ter muitas alegrias com seu time.

Nenhum comentário:

Postar um comentário