Não existe almoço de graça

A ilustração abaixo demonstra uma coisa que muita gente não consegue entender, que o governo, em regra, não produz nada e não tem dinheiro próprio. Todo dinheiro que o Estado usa é retirado da população. Quando o governo dá alguma coisa para o povo, é necessário que ele retire deste mesmo povo o suficiente para arcar com a despesa do que foi dado. Não existe almoço de graça, de um jeito ou de outro é a população que paga pelo serviço ou produto disponibilizado pelo Estado.

Então, por exemplo, não existe passe livre ou transporte gratuito, pois os custos referentes a este serviço continuarão existindo (salário do motorista e do mecânico, peças de manutenção, compra do veículo, etc.). Se o passageiro não pagar sua passagem, toda a população irá pagar através da criação ou majoração de impostos (o dinheiro terá que vir de algum lugar). Lembrando que todos, inclusive os mais pobres, pagam imposto para morar, vestir e até para comer.



O povo e o governo



Um comentário:

  1. É verdade que o Estado não gera seus próprios recursos e precisa dos impostos para funcionar. E não há nada de mal nisso. É um contrato social em que todos dão um pouco para o benefício de todos.
    O que é errado é a forma desigual e arbitrária que estes impostos são cobrados. Pelo menos no Brasil, os pobres pagam, mais do que os ricos.
    Tomando por exemplo a Tarifa Zero que você levantou aqui: nesse caso, o dinheiro para subsidiar a passagem gratuita deveria vir preferencialmente de quem compra e utiliza carros, e por um adicional no imposto da gasolina. Assim você teria recursos para promover o acesso da população ao direito de ir e vir cobrando de quem quer ter o direito de entupir as ruas e poluir nosso ar.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir