A história do 14-Bis

 

Pintura do 14-Bis. A história do 14-Bis
A história do 14-Bis


A história do 14-Bis conta a saga do primeiro transporte mais pesado que o ar a decolar e voar por seus próprios meios em evento registrado. A população de Paris, a imprensa e autoridades de instituições autorizadas a homologar qualquer descoberta aeronáutica na época acompanharam o acontecimento.

Leia a origem do forró

Por volta de 1898, Santos Dumont começou seus testes com balões nos céus de Paris. E de balão em balão ia construindo seu transporte voador.

Em 1901, construiu um balão dirigível, o Santos Dumont nº 6, e testou sua dirigibilidade contornando a Torre Eiffel e voltando ao local de partida.

Leia sobre renda passiva

Alguns anos mais tarde, em 1906, aperfeiçoando sua máquina de voar, criou o avião, que utilizava um balão acoplado, o balão nº 14, para facilitar a decolagem.



Continua após publicidade:

Por usar o balão nº 14 acoplado, o avião ganhou o nome de 14-Bis, ou seja, 14 de novo. No entanto, antes do voo inaugural o balão foi retirado da aeronave.

Leia a revolta dos escravos

No dia 23 de outubro de 1906, um grande evento tomou conta de Paris. Muitas pessoas foram às ruas acompanhar o primeiro voo de avião realizado no planeta. Jornalistas e fotógrafos de toda Europa e as principais autoridades da aeronáutica mundial se encontravam ali.

Naquele dia, Santos Dumont fez história voando pelos céus de Paris, saindo e retornando ao solo com recursos de seu próprio avião.

Leia a compra do Alasca

O 14-Bis depois foi destruído para que suas peças servissem para os próximos modelos de avião inventados por Santos Dumont, mas várias réplicas do modelo histórico foram construídas ao longo dos tempos.


Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. A história do 14-Bis.Twitter. A história do 14-Bis.

Assuntos que podem te interessar:

Um comentário: