A história do Almirante Tamandaré

 

Foto. A história do Almirante Tamandaré
A história do Almirante Tamandaré


A história do Almirante Tamandaré começa em 1807, na cidade de Rio Grande, no estado do Rio Grande do Sul, onde ele nasceu com o nome de Joaquim Marques Lisboa.

Leia a compra do Alasca

Ainda criança foi de navio para o Rio de Janeiro estudar. Aos 15 anos de idade se alistou como voluntário para lutar na Guerra de Independência, servindo na Fragata Niterói, sob o comando do Capitão John Taylor.

Leia os 18 do Forte

Após a Guerra, o jovem voluntário foi para Academia Naval da Marinha, mas em pouco tempo, assim que soube que navios partiriam para combater rebeliões no nordeste, o futuro almirante solicitou seu embarque.



Continua após publicidade:

Apesar do pedido ter sido recusado pelo Ministro da Marinha, o Almirante Cochrane, Comandante da Armada Imperial brasileira, pediu diretamente ao Imperador que Tamandaré pudesse navegar para o nordeste, e o Imperador autorizou a ida do jovem voluntário.

Com 17 anos Joaquim Marques Lisboa se tornou segundo-tenente da Marinha e com apenas 18 anos, durante a Guerra Cisplatina, assumiu seu primeiro comando, a Escuna Constança.

A história dos escravos japoneses

No decorrer dessa guerra foi capturado e feito prisioneiro com mais 93 homens pelos argentinos. No entanto, com ajuda de seu imediato, tomou a embarcação prisão, capturou o navio que fazia a escolta e fugiu rumo a Montevidéu comandando os dois navios.

O Almirante e Marquês de Tamandaré participou de todas as guerras e rebeliões que aconteceram no Brasil de 1822 até sua aposentadoria em 1890, incluindo a Guerra da Independência, Cisplatina e do Paraguai.

Leia a revolta dos escravos

O Marquês era amigo próximo de D.Pedro II e contam que no momento da Proclamação da República se reuniu com o Imperador e disse que a Armada da Marinha estava ao seu lado e que estavam prontos para lutar.



Continua após publicidade:

D. Pedro II não quis que o contra ataque utilizando a Marinha fosse realizado, possivelmente para evitar uma guerra civil e a morte de milhares de brasileiros.

Em 1890, o Marquês de Tamandaré foi reformado e, em 1897, morreu com 89 anos.

Leia a padroeira do Brasil

Nos seus desejos finais pediu que não houvesse qualquer honraria do Estado Brasileiro em seu velório, uma vez que tais honrarias não foram prestadas ao Imperador D. Pedro II, que, segundo ele, teria mais merecimento que qualquer outro indivíduo.

O Almirante Joaquim Marques Lisboa, Marquês de Tamandaré, é o patrono da Marinha Brasileira e um herói da história do país.


Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. A história do Almirante Tamandaré.Twitter. A história do Almirante Tamandaré.

Assuntos que podem te interessar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário