Monumento dos Pracinhas

 

Monumento dos Pracinhas
Monumento dos Pracinhas


O Monumento Nacional aos Mortos da Segunda Guerra Mundial, conhecido como Monumento dos Pracinhas, foi idealizado pelo Marechal João Baptista Mascarenhas de Moraes, comandante da Força Expedicionária Brasileira.

Palácio da Guanabara

A estrutura localizada no Parque do Aterro do Flamengo, Rio de janeiro, foi erguida para receber os restos mortais dos soldados brasileiros mortos na Segunda Grande Guerra.

A história de um barão negro

Construído entre 1957 e 1959, o Monumento foi projetado pelos arquitetos Marcos Konder Netto e Hélio Ribas Marinho e pelo engenheiro Joaquim Cardoso.


Continua após publicidade:

Em 1960 uma delegação brasileira foi à Itália para exumar os soldados brasileiros lá enterrados e trazê-los de volta ao país, para serem sepultados no Monumento dos Pracinhas.

A revolta dos escravos

Os restos mortais dos soldados foram sepultados nos jazigos do Monumento dos Pracinhas e uma das urnas trazidas da Itália sem identificação foi depositada na base da estrutura simbolizando o “Soldado Desconhecido”.

A princesa flor do Brasil

O local é guardado pelas Forças Armadas Brasileiras em um rodízio mensal entre o Exército, Marinha e Aeronáutica. 

Brasileiros na primeira guerra

O Monumento dos Pracinhas localizado na beira da Baía de Guanabara e na ponta do Parque do Aterro do Flamengo é uma homenagem aos brasileiros mortos em combate na Segunda Guerra e parte da paisagem do Rio de janeiro.



Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. Monumento dos Pracinhas.Twitter. Monumento dos Pracinhas.

Assuntos que podem te interessar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário