O primeiro androide do mundo

 

O Escritor. O primeiro androide do mundo
O Escritor, o primeiro androide do mundo

O primeiro androide do mundo foi criado no século XVIII, em 1772, pelo relojoeiro suíço Pierre Jacques Droz.

A história de um barão negro

Esse autômato criado por Droz foi chamado de “Escritor” e é um boneco de madeira com cabeça de porcelana, segurando, em sua mão, uma pena de ganso. Ele é capaz de escrever até quarenta caracteres espalhados por quatro linhas.


Continua após publicidade:

O que possibilita o androide escrever sem qualquer intervenção externa é um sistema de programação construído dentro dele. Mais de seis mil peças compõe o mecanismo de funcionamento do “Escritor”. Um trabalho extremamente elaborado e genial para época.

A princesa flor do Brasil

Além de escrever, o androide acompanha com os olhos seu trabalho de escrita, dando ainda mais humanidade ao pequeno robô.

Além do “Escritor”, Pierre Jacques Droz também criou outros autômatos que ficaram famosos: a musicista e a desenhista.

A origem da palavra baderna

Os três androides ainda funcionam e estão no Museu de Arte e História de Neuchâtel, na Suiça. Eles são considerados os primeiros androides e tataravós dos computadores modernos.


Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. 125 anos, O primeiro androide do mundo.Twitter. O primeiro androide do mundo.

Assuntos que podem te interessar:

Um comentário: