A inconfidência mineira

Foto de Minas Gerais. A inconfidência mineira.
Inconfidência Mineira

No século XVIII as jazidas de ouro das Minas Gerais começaram a esgotar, diminuindo o valor ganho pelos mineradores e, consequentemente, o imposto pago à Coroa portuguesa.

A independência da Bahia

No entanto, muitos em Portugal acreditavam que a diminuição era consequência de sonegação e contrabando de ouro e não de seu esgotamento natural.

Assim, a Coroa apertou o cerco, aumentando a fiscalização sobre o imposto que era de 20% (o quinto dos infernos como era conhecido entre os mineiros) e instituiu a derrama.


Continua após publicidade:

Esse dispositivo consistia em cobrar de toda a população de Minas Gerais o imposto caso um valor mínimo que a Coroa entendia devido não fosse atingido pelos mineradores.

Nesse contexto, a elite local ficou preocupada e começou a se reunir para conspirar. Comerciantes, militares, religiosos, poetas, entre outros, começaram a querer acabar com a dominação portuguesa e criar uma república em Minas.

A princesa flor do Brasil

Essas pessoas ficaram conhecidas como os Inconfidentes Mineiros, uma vez que inconfidente significa desleal, traidor e o grupo conspirava contra o rei.

No entanto, o movimento não teve sucesso porque um dos inconfidentes, Joaquim Silvério dos Reis, traiu e entregou o grupo em troca do perdão de suas dívidas com a Coroa.

A história do Almirante Tamandaré

Desta forma, os inconfidentes foram acusados do crime de lesa-majestade, traição ao rei. Todos negaram o crime, menos o Alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que assumiu a responsabilidade pelo movimento.

Todos os denunciados foram presos, alguns morreram na prisão antes do julgamento, alguns religiosos foram enviados para ficarem presos em conventos em Portugal, alguns civis e militares foram condenados a chicotadas, outros ao degredo na África e os doze considerados líderes do grupo foram condenados à morte.


Continua após publicidade:

No entanto, no dia seguinte a sentença, a pena dos condenados à morte foi comutada para a pena de degredo por decreto real, com exceção de Tiradentes, que deveria ser enforcado.

Tiradentes foi executado no dia 21 de abril de 1792, acabando de vez com o movimento da inconfidência mineira, que buscava a independência de Minas Gerais do Reino de Portugal.

Brasileiros na primeira guerra

A bandeira dos inconfidentes é hoje a bandeira do estado de Minas Gerais com o lema “libertas quae sera tamen” que significa: liberdade ainda que tardia.


Compartilhe o texto:


Siga o Pensopinando nas redes sociais:

Facebook. A inconfidência mineira.Twitter. A inconfidência mineira.

Assuntos que podem te interessar:

Nenhum comentário:

Postar um comentário